InicioModaMbuta, Dança Tradicional Misteriosa Desaparecida

Mbuta, Dança Tradicional Misteriosa Desaparecida

Dança Tradicional de Moçambique
MBUTA

Desde os tempos mais idos dos nossos ancestrais que a dança era praticada nas zonas rurais da província de Inhambane. Só mulheres, anciâs e iniciadas nos mistérios da espiritualidade dentro da comunidade podiam dançar.

“Mbuta era uma cerimónia constituída de diversos rituais, e a dança era uma delas parte mais visível”. Explica-nos Augusto Cumbane, mais conhecido por Spik, 85 anos de idade, nhwatilholo sediado no distrito de Jangamo, posto administrativo de Cumbane, povoado de Mbonguweni, expressando-se em gitonga, e acrescenta, “Era uma cerimonia que durava 2 dias. Iniciava-se na noite de um dia e terminava no inicio da noite do dia seguinte”.

Aurélia Nhapossa, de 73 anos de idade, uma nyanga sediada no distrito de Jangamo, povoado de Nhakuvo, expressando-se em gitonga explica-nos que a dança era praticada durante a noite até a madrugada nas ruas da comunidade para evocar aos espíritos e ao Nungungulo (Deus) para proteger a comunidade de desastres naturais, pragas e garantir a chuva e fertilidade dos solos. Na noite aprazada para a cerimónia havia um recolher obrigatório. As únicas pessoas que se deveriam achar nas ruas eram as mulheres que iriam dançar, e que nuas cantavam e dançavam, e tocavam batuques até ao amanhecer percorrendo as ruas até as extremidades da comunidade.

Já Joaquim Mafuaine, 79 anos de idade, nwatilholo, nascido no distrito de Homoíne e sediado na vila do distrito de Inharime, expressando-se em chitsua, exclareceu que a razão de se dançar nu tem a ver com a necessidade de injuriar o mal. “Portanto, insulta-se ou injuria-se o mal com a nudez”. A cerimónia era dirigida pelo líder local que era um régulo. Ao procurarmos saber como se processava a cerimónia, Joaquim Mafuiane explicou: “Depois de se evocar os espíritos em casa do líder ao entardecer, pela noite as mulheres saiam à rua para dançar nuas por onde fosse espaço da comunidade liderada por aquele régulo. Ao amanhecer saiam outras mulheres vestidas e entravam no mato a busca de plantas e tubérculos medicinais que eram incinerados numa panela de barro em casa do régulo produzindo assim um medicamento. Ao entardecer esse medicamento era entregue a um grupo de rapazes que saiam nus e pelos limites da povoação enterravam os medicamentos (gufumba litigu, que em tradução directa quer dizer amarar a terra). Regressados a casa do líder era o final da cerimonia”.

As fontes revelaram-nos que Mbuta cessou com a independência nacional, em 1975. Os líderes locais foram extintos e as práticas tradicionais foram proibidas.

Dança Tradicional de Moçambique
MBUTA Dança Tradicional

Subscreva-se e acompanhe todas notícias sobre cultura National

Coloque o seu e-mail abaixo para receber as últimas actualizações e promoções do nosso website.

- Advertisement -
- Advertisement -

Mais Lida

- Advertisement -

Related News