Inicio Moda Mbuta, Dança Tradicional Misteriosa Desaparecida

Mbuta, Dança Tradicional Misteriosa Desaparecida

Dança Tradicional de Moçambique
MBUTA

Desde os tempos mais idos dos nossos ancestrais que a dança era praticada nas zonas rurais da província de Inhambane. Só mulheres, anciâs e iniciadas nos mistérios da espiritualidade dentro da comunidade podiam dançar.

“Mbuta era uma cerimónia constituída de diversos rituais, e a dança era uma delas parte mais visível”. Explica-nos Augusto Cumbane, mais conhecido por Spik, 85 anos de idade, nhwatilholo sediado no distrito de Jangamo, posto administrativo de Cumbane, povoado de Mbonguweni, expressando-se em gitonga, e acrescenta, “Era uma cerimonia que durava 2 dias. Iniciava-se na noite de um dia e terminava no inicio da noite do dia seguinte”.

Aurélia Nhapossa, de 73 anos de idade, uma nyanga sediada no distrito de Jangamo, povoado de Nhakuvo, expressando-se em gitonga explica-nos que a dança era praticada durante a noite até a madrugada nas ruas da comunidade para evocar aos espíritos e ao Nungungulo (Deus) para proteger a comunidade de desastres naturais, pragas e garantir a chuva e fertilidade dos solos. Na noite aprazada para a cerimónia havia um recolher obrigatório. As únicas pessoas que se deveriam achar nas ruas eram as mulheres que iriam dançar, e que nuas cantavam e dançavam, e tocavam batuques até ao amanhecer percorrendo as ruas até as extremidades da comunidade.

Já Joaquim Mafuaine, 79 anos de idade, nwatilholo, nascido no distrito de Homoíne e sediado na vila do distrito de Inharime, expressando-se em chitsua, exclareceu que a razão de se dançar nu tem a ver com a necessidade de injuriar o mal. “Portanto, insulta-se ou injuria-se o mal com a nudez”. A cerimónia era dirigida pelo líder local que era um régulo. Ao procurarmos saber como se processava a cerimónia, Joaquim Mafuiane explicou: “Depois de se evocar os espíritos em casa do líder ao entardecer, pela noite as mulheres saiam à rua para dançar nuas por onde fosse espaço da comunidade liderada por aquele régulo. Ao amanhecer saiam outras mulheres vestidas e entravam no mato a busca de plantas e tubérculos medicinais que eram incinerados numa panela de barro em casa do régulo produzindo assim um medicamento. Ao entardecer esse medicamento era entregue a um grupo de rapazes que saiam nus e pelos limites da povoação enterravam os medicamentos (gufumba litigu, que em tradução directa quer dizer amarar a terra). Regressados a casa do líder era o final da cerimonia”.

As fontes revelaram-nos que Mbuta cessou com a independência nacional, em 1975. Os líderes locais foram extintos e as práticas tradicionais foram proibidas.

Dança Tradicional de Moçambique
MBUTA Dança Tradicional

Subscreva-se e acompanhe todas notícias sobre cultura National

Coloque o seu e-mail abaixo para receber as últimas actualizações e promoções do nosso website.

Mais Lida

Resgate, Um Filme Para Ver e Rever!

O filme emerge a partir de duas linhas narrativas. A primeira é a que segue as peripécias de um jovem caminhando por picadas e...

Vozes da Representação, Memórias do Teatro Moçambicano, Volume I

Benites Lucas José gosta e ama a arte de representar. Mas notou ausência de formas de memórias sobre seus fazedores, sobretudo na forma literária....

Resgate, Um Filme Para Ver e Rever!

O filme emerge a partir de duas linhas narrativas. A primeira é a que segue as peripécias de um jovem caminhando por picadas e...

O Tempo dos Leopardos

O Tempo dos Leopardos A independência nacional fez nascer uma rica história do cinema moçambicano. Um cinema que foi ao encontro do cidadão ate ao...

Related News

Mbuta, Dança Tradicional Misteriosa Desaparecida

Desde os tempos mais idos dos nossos ancestrais que a dança era praticada nas zonas rurais da província de Inhambane. Só mulheres, anciâs e...

Vozes da Representação, Memórias do Teatro Moçambicano, Volume I

Benites Lucas José gosta e ama a arte de representar. Mas notou ausência de formas de memórias sobre seus fazedores, sobretudo na forma literária....

Resgate, Um Filme Para Ver e Rever!

O filme emerge a partir de duas linhas narrativas. A primeira é a que segue as peripécias de um jovem caminhando por picadas e...

O Tempo dos Leopardos

O Tempo dos Leopardos A independência nacional fez nascer uma rica história do cinema moçambicano. Um cinema que foi ao encontro do cidadão ate ao...

Dia do CD do dia 26 de Maio conta com Texito Langa na cessão de Autógrafos

MIGHTY VIBRATION (Texito Langa) | domingo 26 de Maio | Dia do CD | no beergarden no jardim dos Madjerman nas esquinas Av. 24...