Inicio Destaque Maputo Re-significa pátria e Cidadania a Partir de Samora

Maputo Re-significa pátria e Cidadania a Partir de Samora

Samora Machel pensava no outro, depois em si. Inventou um sonho que o imaginava colectivo e nacional: a construção da pátria moçambicana. Dai o conceito de Homem Novo. Um homem novo assente na valorização da sua própria cultura. Afinal, como disse José Blaunde, um dos oradores, .“.. sem cultura não existe pessoa, não existe pátria, não existe nação”. Acrescentou dizendo que “O negativo em Samora deve ser analisado no contexto do movimento de construção da pátria moçambicana”.

Re-significar pátria e cidadania a partir do pensamento de Samora Machel é um ciclo de conferências a ser concretizadas em todas províncias do pais. Para Maputo, o ISARC – Instituto Superior de Artes e cultura foi palco nos dias 29 e 30 de Novembro último. A ideia é pensar sobre os ideais de Samora e re-significa-los para o contexto actual.

Machel

Subscreva-se e acompanhe todas notícias sobre cultura National

Coloque o seu e-mail abaixo para receber as últimas actualizações e promoções do nosso website.

Mais Lida

O Tempo dos Leopardos

O Tempo dos Leopardos A independência nacional fez nascer uma rica história do cinema moçambicano. Um cinema que foi ao encontro do cidadão ate ao...

Vozes da Representação, Memórias do Teatro Moçambicano, Volume I

Benites Lucas José gosta e ama a arte de representar. Mas notou ausência de formas de memórias sobre seus fazedores, sobretudo na forma literária....

Resgate, Um Filme Para Ver e Rever!

O filme emerge a partir de duas linhas narrativas. A primeira é a que segue as peripécias de um jovem caminhando por picadas e...

O Tempo dos Leopardos

O Tempo dos Leopardos A independência nacional fez nascer uma rica história do cinema moçambicano. Um cinema que foi ao encontro do cidadão ate ao...

Related News

Mbuta, Dança Tradicional Misteriosa Desaparecida

Desde os tempos mais idos dos nossos ancestrais que a dança era praticada nas zonas rurais da província de Inhambane. Só mulheres, anciâs e...

Vozes da Representação, Memórias do Teatro Moçambicano, Volume I

Benites Lucas José gosta e ama a arte de representar. Mas notou ausência de formas de memórias sobre seus fazedores, sobretudo na forma literária....

Resgate, Um Filme Para Ver e Rever!

O filme emerge a partir de duas linhas narrativas. A primeira é a que segue as peripécias de um jovem caminhando por picadas e...

O Tempo dos Leopardos

O Tempo dos Leopardos A independência nacional fez nascer uma rica história do cinema moçambicano. Um cinema que foi ao encontro do cidadão ate ao...

Dia do CD do dia 26 de Maio conta com Texito Langa na cessão de Autógrafos

MIGHTY VIBRATION (Texito Langa) | domingo 26 de Maio | Dia do CD | no beergarden no jardim dos Madjerman nas esquinas Av. 24...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here