Maio, mês do nosso poeta mor, José Craveirinha

Nem desconfia

Todo o poeta quando preso
é um refugiado livre no universo
de cada coração
na rua.
O chefe da polícia
de defesa da segurança do estado
sabe como se prende um suspeito
mas quanto ao resto
não sabe nada.
E nem desconfia.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/caracult/public_html/wp-includes/functions.php on line 4339