Inicio Cinema Eliot Alex Perde Papel no Filme O Comboio de Sal e Açúcar

Eliot Alex Perde Papel no Filme O Comboio de Sal e Açúcar

Depois de Virgem Margarida, com muitos prémios internacionais, Lucíneo de Azevedo aposta numa nova longa metragem. Comboio de sal e açúcar. Eliot Alex, como o foi na primeira longa metragem do realizador, era uma das suas apostas para interpretar um dos papéis de protagonista. Nao é que os parceiros de produção portugueses nao  foram com a cara do cara! Nao o quiseram nem mesmo para interpretar um figurante!

A boca pequena fala-se que Eliot Alex tem um historial de conflitos com equipas de produção portuguesas. Primeiro foi na novela A Outra, rodada em 2008, onde o actor discutiu com os figurinistas por conta do lugar onde ele devia trocar de roupa. Os figurinistas queriam que ele usa-se as traseiras de onde os actores portugueses se trocavam, e ele mandou vir com os portugueses exigindo usar o mesmo vestiário dos actores brancos. A ocasião a seguir deu-se na rodagem do filme Impunidades criminosas, de Sol de Carvalho. Desta vez Eliot Alex não gostou das palavras que ouviu de uma das assistentes de realização. A bronca rebentou de tal forma que Sol de Carvalho foi obrigado a expulsar da equipa de produção 3 portugueses.

Para o filme Comboio de Sal e Açucar foi oportunidade para os portugueses se vingarem de Eliot Alex. O realizador, contrariado teve que ceder. Afinal quem tem mola manda.

Na verdade esta pequena história que girou em torno de Eliot Alex chama-nos atenção para a necessidade de patriotismo cultural. Este patriotismo passa necessariamente pelo financiamento as artes.

O Comboio de Sal e açúcar é uma narrativa que busca sustento dramático na guerra civil dos 16 anos. Há um comboio que liga Moçambique e Malawi. Para lá leva sal, de latras açúcar. Tem vagões de transporte de pessoal e respectivas mercadorias. Os militares são reis, a população é vítima que mendiga segurança.

Subscreva-se e acompanhe todas notícias sobre cultura National

Coloque o seu e-mail abaixo para receber as últimas actualizações e promoções do nosso website.

Mais Lida

O Tempo dos Leopardos

O Tempo dos Leopardos A independência nacional fez nascer uma rica história do cinema moçambicano. Um cinema que foi ao encontro do cidadão ate ao...

O Tempo dos Leopardos

O Tempo dos Leopardos A independência nacional fez nascer uma rica história do cinema moçambicano. Um cinema que foi ao encontro do cidadão ate ao...

Dia do CD do dia 26 de Maio conta com Texito Langa na cessão de Autógrafos

MIGHTY VIBRATION (Texito Langa) | domingo 26 de Maio | Dia do CD | no beergarden no jardim dos Madjerman nas esquinas Av. 24...

Centro Cultural Português em Maputo dedica o mês de março ao premiado escritor português Gonçalo M. Tavares.

No âmbito da iniciativa Escritor do Mês, o Camões – Centro Cultural Português em Maputo dedica o mês de março ao premiado escritor português Gonçalo M....

Related News

Resgate, Um Filme Para Ver e Rever!

O filme emerge a partir de duas linhas narrativas. A primeira é a que segue as peripécias de um jovem caminhando por picadas e...

O Tempo dos Leopardos

O Tempo dos Leopardos A independência nacional fez nascer uma rica história do cinema moçambicano. Um cinema que foi ao encontro do cidadão ate ao...

Dia do CD do dia 26 de Maio conta com Texito Langa na cessão de Autógrafos

MIGHTY VIBRATION (Texito Langa) | domingo 26 de Maio | Dia do CD | no beergarden no jardim dos Madjerman nas esquinas Av. 24...

Centro Cultural Português em Maputo dedica o mês de março ao premiado escritor português Gonçalo M. Tavares.

No âmbito da iniciativa Escritor do Mês, o Camões – Centro Cultural Português em Maputo dedica o mês de março ao premiado escritor português Gonçalo M....

PASSOS EM VOLTA é a nova peça da Companhia João Garcia Miguel, com estreia marcada para o Teatro Ibérico

PASSOS EM VOLTA é a nova peça da Companhia João Garcia Miguel, com estreia marcada para o Teatro Ibérico, dia 19 de junho de 2019. Esta criação,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here