Dialogo sobre a indústria Cultura

Um auditório rico em artistas experientes. Abdil Rachid Jibril, Tavares Cebola, Timoteo Nchussa, Cheny wa Gune e Maria Gadu, falaram das suas carreiras e sobre a compreensão do que é música tradicional, como são entendidas nos diversos países e cidades destes Artistas a concepção da música tradicional.

Cheny wa Gune, tocador profissional do instrumento Timbila, diz viver da música pelos turnês que faz fora de Moçambique, seja Europa ou em diversos cantos do mundo. Para este Artista, o seu valor enquanto criador não é encontrado no seu País. O mesmo passa-se com o Artista Abdil Rachid Jibril em Quénia.

O auditório discutiu vários temas como, falta de patrocínio, compreensão das empresas no uso dos artistas para divulgação dos seus produtos, Artistas como marca, empresa e ganhos que os artistas têm nos seus países.

Foi um debate que fez parte da agenda cultural do Festival Azgo, que teve lugar no centro Cultural Franco moçambicano.

JOIN THE DISCUSSION