Aleixo Ibraimo e amigos em uma iniciativa de diplomacia cultural entre Moçambique e Brasil

A diplomacia cultural é uma aposta do actual governo moçambicano em resposta ao investimento de diversos consulados ou embaixadas em Moçambique na divulgação das respectivas culturas. Contudo, razões de vária ordem que podem estar ligadas a crise financeira que o país atravessa não permitiram fazer passar essa aposta da intenção para a prática. É assim que Aleixo Ibraimo, junto com amigos produtores culturais brasileiros do estado Rio Grande do Sul, cidade de Pelotas desenvolvem uma parceria que culminou com a fundação naquela cidade de um centro cultural, reconhecido e financiado pelo governo brasileiro, denominado “Centro Cultural Marabenta, conexão Pelotas-Maputo”.

A parceria entre Aleixo Ibraimo e amigos brasileiros começa em 2015 na cidade de Maputo com cidadãos daquele pais então aqui residentes. Fundaram o Movimento Moz-Brasil. O Movimento dedicou-se a actividades de cariz social na comunidade do bairro da Maxaquene, o que incluiu a realização de shows musicais e outro tipo de eventos. Regressados à pátria brasileira decidiram continuar a relação de amizade com Moçambique fundando o “Centro Cultural Marabenta, conexão Pelotas-Maputo”.

O Centro cultural iniciou suas actividades como um espaço representativo das culturas tradicionais africanas radicadas no Brasil, ressaltando a importância da cultura moçambicana, enquanto etnia Bantu, na construção da identidade afro-brasileira, caracterizando-se assim como uma raiz étnica de suma importância para o povo brasileiro.
O Centro tornou-se rapidamente numa grande referencia cultural para os imigrantes africanos e população afrodescendente, que viu no Centro uma oportunidade para um contacto profundo com suas raízes geneologicas.

Por esta altura o maior desafio do Centro é o reconhecimento das suas actividades pelo governo moçambicano no solo brasileiro, através do Ministério da cultura e Turismo. Para o efeito, Aleixo Ibraimo tem se desdobrado em idas e voltas ao Ministério já há três meses, ainda sem sucesso. Contudo, o produtor cultural moçambicano acredita que “o reconhecimento do Centro pelo governo de Moçambique está ligada a um processo burocrático, sendo normal uma relativa demora”.

Em um outro desenvolvimento aleixo Ibraimo revelou à nossa reportagem estar programada a ida da cantora moçambicana Sizaquiel Matlombe ao Brasil em Novembro próximo no âmbito da programação cultural do Centro.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION

Comments

  • Aly Chiman 12/04/2019 at 16:25

    Hello there,

    My name is Aly and I would like to know if you would have any interest to have your website here at caracultura.co.mz promoted as a resource on our blog alychidesign.com ?

    We are in the midst of updating our broken link resources to include current and up to date resources for our readers. Our resource links are manually approved allowing us to mark a link as a do-follow link as well
    .
    If you may be interested please in being included as a resource on our blog, please let me know.

    Thanks,
    Aly

    Reply

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/caracult/public_html/wp-includes/functions.php on line 4339