Inicio Cinema A história de Moçambique nas telas Pelo Júlio Silva

A história de Moçambique nas telas Pelo Júlio Silva

“Correntes da Zambézia”

Trata-se de um filme longa-metragem, que remota-nos aos tempos em que moçambicanos vendiam os seus próprios irmãos, para irem trabalhar como escravos em Brasil e outros cantos do mundo. Realizado pelo Júlio Silva, e com a participação de 106 actores, foi produzido num intervalo de 1 ano, na província da Zambézia. O filme, correntes da Zambézia, teve a sua estreia em 2016. Este ano, foi organizada uma secção de cinema na Fundação Couto, para apresentar o filme ao público que ainda não tinha visto e debater os factos da historiografia moçambicana.

Alguns historiadores da Universidade Eduardo Mondlane, Subiram ao palco e falaram da pesquisa que fizeram para o melhoramento do filme. Disse Júlio Silva que, outros historiadores, como o caso de historiadores Brasileiros, contribuíram com o arquivismo quando ouviram falar da pré-produção do filme.

Foram também premiados actores. Desde a melhor actuação ao melhor vilão, sendo entregue prémio simbólico a cada um dos vencedores. A secção cinematográfica terminou com aplausos, cumprimentos e autógrafos.

Subscreva-se e acompanhe todas notícias sobre cultura National

Coloque o seu e-mail abaixo para receber as últimas actualizações e promoções do nosso website.

Mais Lida

FILME NKWAMA DE GIGLIOLA NO FESTIVAL CENA

Filme NKWAMA, de Gigliola Zacara fará parte da programação do CENA - Festival de Filmes Dirigidos por Mulheres, em Cabo Verde. No âmbito do mês...

FILME NKWAMA DE GIGLIOLA NO FESTIVAL CENA

Filme NKWAMA, de Gigliola Zacara fará parte da programação do CENA - Festival de Filmes Dirigidos por Mulheres, em Cabo Verde. No âmbito do mês...

Mbuta, Dança Tradicional Misteriosa Desaparecida

Desde os tempos mais idos dos nossos ancestrais que a dança era praticada nas zonas rurais da província de Inhambane. Só mulheres, anciâs e...

Vozes da Representação, Memórias do Teatro Moçambicano, Volume I

Benites Lucas José gosta e ama a arte de representar. Mas notou ausência de formas de memórias sobre seus fazedores, sobretudo na forma literária....

Related News

Mbeu Numa Absurda Espera Pelo Godot

Quando por detrás de uma cortina tem barrigas que sentem um friozinho, e a frente da cortina temos ansiedade dos que se sentam nas...

FILME NKWAMA DE GIGLIOLA NO FESTIVAL CENA

Filme NKWAMA, de Gigliola Zacara fará parte da programação do CENA - Festival de Filmes Dirigidos por Mulheres, em Cabo Verde. No âmbito do mês...

Mbuta, Dança Tradicional Misteriosa Desaparecida

Desde os tempos mais idos dos nossos ancestrais que a dança era praticada nas zonas rurais da província de Inhambane. Só mulheres, anciâs e...

Vozes da Representação, Memórias do Teatro Moçambicano, Volume I

Benites Lucas José gosta e ama a arte de representar. Mas notou ausência de formas de memórias sobre seus fazedores, sobretudo na forma literária....

Resgate, Um Filme Para Ver e Rever!

O filme emerge a partir de duas linhas narrativas. A primeira é a que segue as peripécias de um jovem caminhando por picadas e...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here